Mensagens

Desafios do Casamento no Seculo XXI

foto
A FAMÍLIA E SUAS DIFICULDADES NO SÉUCLO XXI _Texto Bíblico Sl. 11:3 (Parte 1)
 
I. Desafios do Casamento no Seculo XXI
 
Quando falamos de família, estamos falando de uma sociedade filantrópica sem fins lucrativos; será mesmo está à verdade? Quando partimos dos princípios bíblicos chegaremos à conclusão que sim. O casamento sempre foi encarado pelos cristãos como ordenança divina, expressa pelo próprio Deus. "Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e será ambos uma carne" Gn. 2:24. Mas o que leva então pensar no casamento uma instituição falida?
 
1. Casamento sem aprovação divina
 
             É comum nos dias que estamos vivendo, ouvir falar sobre o teste drive "vamos experimentar para ver se vai dar certo". O casamento já começa desmoronar antes mesmo de começar o alicerce. Esse tipo de experiência não possui base Bíblica, é essencialmente humana e diabólica. "Ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida" 1 Tm 1:5.  O amor puro que procede do coração, não explora, não infama. Muitos jovens estão se afastando da igreja para casar fora do padrão doutrinário (bons costumes) da mesma, alegando que a igreja não tem nada haver com os seus sentimentos, e que Deus nos deu o livre arbítrio. Concordamos que realmente Deus nos deu o livre arbítrio, mas não podemos esquecer que teremos que dar contar da nossa escolha. "O que é já foi; e o que há de ser também já foi; e Deus pede conta do que passou" Ec. 3:15. Vejamos outro texto: "Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e alegre-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas essas coisas te trará Deus a juízo"  Ec. 11:9. Observamos que conforme os textos bíblicos acima, existe um padrão a ser seguido que não é definido no texto, é ai que entra os bons costumes que são regidos pela igreja. Esses padrões morais e éticos são para todas as igrejas do cristianismo (não apenas para os protestantes, como são chamados os evangélicos). Paulo escrevendo a epistola à Timóteo Ele diz; "Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem"  1 Tm 4:16.
             Somos jovens, uma vez apenas na vida. Perder essa oportunidade, é perder de fazer o melhor na vida, seja essa vida espiritual ou humana. É na juventude que traçamos os projetos da vida e a elaboração do projeto que vamos seguir por todo percurso que temos que fazer até a velhice chegar. "Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento"; Ec. 12:1. Mas onde está inserida a família nesse contexto todo? Evidente que a família é sonho de todos os jovens. Todo homem quer ser pai, e toda mulher quer ser mãe. Porém, os princípios que estão sendo adotado para a família no século XXI vão aquém das recomendações acima. Dizer que a família fica longe dos bons costumes, é uma errata. A família preceder as organizações, a igreja e o estado, mas não precede as ordenanças divinas. O casamento foi planejado e elaborado na pré-ciência de Deus para homens e mulheres viverem felizes e comungarem mutuamente. Completarem um ao outro pelo afeto, amor e carinho.
 
2. A infidelidade
 
             A infidelidade conjugal está se tornando comum em nossos dias. Já se aceita como rotineiro, e até se pergunta quem nunca traiu. Os terapeutas familiares estão preocupados com a situação da infidelidade conjugal. A chamada família nuclear com casamento e contrato tão respeitado nos séculos passados vive com problemas, ou em vias de separação que necessitam de ajudas de profissionais especializados no assunto. Gabinetes pastorais em algumas igrejas estão se transformando em verdadeiros consultórios psicológicos para atender os casais, e o pior de tudo é que muitas vezes não encontram respostas para suas indagações, dado a falta de preparo de tais ministros.
 
a.    o que dizem os jovens a cerca disso tudo
No ano de 2000, quarenta e sete por cento dos jovens não aprovavam o casamento, mas crescia a opção por morar juntos assustadoramente que chegou a numero de - cada três casais, apenas dois tem compromissos legais firmado  tanto civil como religioso. No Brasil, na década de 50, eram cinqüenta mil pessoas morando juntas. Na década de 60, esse numero pulou para quatrocentas mil pessoas, chegando a década de 80 com assustador numero de dois milhões que moram juntas sem compromissos legais.
 
b.    falta de confiança nas pessoas
A falta de confiança tem sido o maior obstáculo para os jovens encontrar a pessoa certa para compromisso duradouro, o que se caracteriza a opção por morar juntos.  Porém, isso traz algumas conseqüências inevitáveis conforme os terapeutas.
              1. Viver sozinho traz solidão.
              2. Viver sozinho traz medo.
              3. Viver sozinho traz insegurança
Essas são algumas causas mais freqüentes para uma vida a só.
 
c.    Companheirismo eventual
Ele não preenche o vazio que só o matrimônio faz. O homem e a mulher precisa de companheirismo que lhe de confiança, segurança e instabilidade, tanto na vida emocional, profissional e religioso. Fora disso, a vida conjugal fica como um Barquinho sem leme a derivar no mar da vida, sem saber a onde chegar.
 
3. A Sindiásmica
 
              A família sidiásmica, é aquela que tem a esposa (o)  favorita (o) com convivência com outro parceira (o)  ao mesmo tempo, ou seja com adultério arbitrariamente reconhecido por ambos, parecendo que tudo está bem, mas por traz disso há culpa, repugnação não reconhecida pelo próprio individuo. Precisamos ter cuidado para não misturar as coisas. O casamento é monogâmico e a família é uma só, desde as menores até as maiores clãs. Porém, a sociedade moderna desnutrida de sentimentos espirituais não está atenta a isso.
 
O casamento não é apenas um consorcio, e nem a família apenas um agregado de pessoas, seja ela nuclear ou externa, mas, uma união de marido e esposa comprometida com a prole.
 
Não perca o estudo da próxima semana onde abordaremos sobre: MUDANÇA DO PAPEL DA MULHER NA SOCIEDADE MODERNA.
 
Até lá!
 
 
Pb. Jaime Bergamim
Bacharel em Teologia
Mestrado em Psicologia Pastoral
Pedagogo
 
 
 

 


Outras Mensagens

Lista Completa

Templo


Rua dos Eucaliptos – Nº 732 – Jardim Eucaliptos – Colombo / PR – CEP 83408-485
Fone: (41) 3055-1922 | contato@adcolombo.org.br